“de mentirinha”

“de mentirinha”

 

Triste em meu canto

Enxugando meu pranto

Eu encontrei você

Estava feliz

Consolando me diz:

 

– Veja no céu,

querida maninha,

muitas estrelas

grandes… pequenas

nem suas, nem minhas

 

– Dar-te-ia todas

se pudesse pegá-las

estão tão altas

não posso alcançá-las

 

Fechamos os olhos

Fingindo voar

Chegamos até lá

Prometendo voltar já

 

E no avião

Da imaginação

Voltamos depressa

Com estrelas na mão

 

Depois resolvemos

Libertar todinhas

Como é belo sonhar

“de mentirinha”

Anúncios

Voar

Voar

 

Triste em meu canto

Enxugando meu pranto

Eu encontrei você

Estava feliz

Consolando me diz:

 

– Veja no céu

querida maninha

muitas estrelas

grandes… pequenas

nem suas, nem minhas

 

– Dar-te-ia todas

se pudesse pegá-las

estão tão altas

não posso alcançá-las

 

Fechamos os olhos

Fingindo voar

E de mentirinha

Chegamos até lá

Voltamos já já…

Trovas V

Trovas V

 

A felicidade é apenas

É uma visita apressada

Chega e de repente

Parte sem dizer nada

……………………………………………….

Não te ofereço rosas

Porque têm espinho

Mas te ofereço amizade

Com muito amor e carinho

……………………………………………….

Queria ser o vento

Para em teu ouvido dizer

Passou muito tempo

Sem meus olhos te ver

……………………………………………….

Vejo-te em pensamento

A toda hora, a cada segundo

Ninguém segura o pensamento

Ele vai até o fim do mundo

……………………………………………….

Mãe

Mãe

 

Quem é que me ama

Sem nada querer?

– És tu,  mãezinha!

E sempre hás de ser

És para mim

A flor mais bela

A gota de orvalho

Que brilha ao luar

A voz singela

Que a todos ensina

A arte de amar

Nos teus braços

Me sinto menina

És a luz dos meus olhos

És do lar a rainha

És o raio de sol

Que aquece e ilumina