Você e eu

Você e eu

 

Vento que vai

Vento que vem

Quando é suave

Como faz bem

 

Vento traz chuva

Vento traz frio

A chuva cai

Enche o rio

 

O rio corre

Indo ao mar

Meu pensamento voa

Até onde estás

 

O rio fica

Unido ao mar

Você e eu

Unidos a sonhar

Anúncios

Tempo e vento

Tempo e vento

 

Um dia o tempo

Uniu-se ao vento

Ninguém os via

… mas sentia

buscam o norte

o tempo passava

e o homem deixava

mais perto da morte

o vento soprava

ora fraco, ora forte

e nos deixava

mais perto da morte

passou o tempo

e também o vento

e a morte chegou

 

o tempo permanece

e o vento não fenece

e eu vou

A folha esquecida

A folha esquecida

 

Sobre as pedras, a folha caída

Seca pelo tempo e pelo sol

Pede ao vento guarita

Buscando o colorido arrebol

 

O sol a queima sem dó

O tempo tira sua cores

Doe-lhe tanto, tanto estar só

Num mundo cheio de flores

Aonde encontrar as sombras

Que amenizam seu calor?

Onde está a brisa

Que cura esta grande dor?

 

Chora a folha o seu fim:

– Por favor, me diga,

– Não tenha pena de mim.

– Morrendo serei mais viva

 

– Se morta, secarei

– Me tornarei pó

– Unida a outras tantas

– Não estarei só

 

– O vento me levará

– Por este mundo sem fim

– Tudo será esquecido

– Deus cuidará de mim.

Trovas V

Trovas V

 

A felicidade é apenas

É uma visita apressada

Chega e de repente

Parte sem dizer nada

……………………………………………….

Não te ofereço rosas

Porque têm espinho

Mas te ofereço amizade

Com muito amor e carinho

……………………………………………….

Queria ser o vento

Para em teu ouvido dizer

Passou muito tempo

Sem meus olhos te ver

……………………………………………….

Vejo-te em pensamento

A toda hora, a cada segundo

Ninguém segura o pensamento

Ele vai até o fim do mundo

……………………………………………….

Quem será?

Quem será?

 

Não sei se você me conhece

Sei que existo

Não tenho cor

Ninguém me vê

Sou como o vento

Não tenho tempo

Não envelheço

E sempre venço

Não tenho idade

Sou na saudade

Na alegria também

Na terra , no céu,

Sei lá…  no além

Só me abato

Onde há rancor

Sou feliz

Como abelha na flor

Sugando o mel

Com muito ardor

Me aninho

No grande,  no pequeno

No humilde, no nobre

Todos se animam

Quando me descobrem

Tudo gira em meu redor!

 

Sabe quem sou?

Sou um sentimento sublime

Que só o coração define

– Eu sou o amor!